De Pai para filho

Publicado por FabioLSaad em 17/11/2012 às 20h15

Do encontro, a promessa de amor, das juras eternas aos compromissos e conflitos, do inesperado aos desencontros, dos desamores e as dores ao re-encontro. Este filme biográfico mostra a importância do retorno ao Pai, à importância do nome próprio que inscreve e dirige nossas vidas.  O retorno às origens foi o que marcou o sucesso de Gonzaga, quando ele assume suas raízes seu sucesso acontece. Este caminho também foi feito por seu filho Gonzaguinha, visto que carrega o nome próprio do pai e todos os impasses de uma relação marcada por desencontros, frustrações e sofrimentos. Mas o nome estava lá, estampado em seu documento, relembrado a cada música que tocava nas rádios, marcado a cada notícia que aparecia nos jornais. Gonzaguinha tentava se distanciar de suas origens, mas como um tesouro arqueológico colecionava as noticias do pai em uma lata de metal.  De pai pra filho... em... a canção ecoava em meio a multidões e em meio a solidões. O declínio do pai ocorre e a lata pôde ser aberta. De pai pra filho sim. Nesta história extraordinária, emocionante e incomum, mas não tanto... O filho também pôde retornar ao pai, e que retorno lindo. Puderam finalmente cantar para uma multidão juntos... Pai e filho...

 

 

Tudo isso em uma só história, tudo isso em um só filme, a vida de Gonzaga e Gonzaguinha. Para mim... absolutamente tocante, emocionante e fundamental. Poderia dizer “este filme eu já vi...” não estaria mentindo, mas a beleza desta história está no desfecho, singular... está na palavra, está no nome próprio: Luiz Gonzaga (Jr).

  

Comentários

André Luiz dos Santos em 18/11/2012 23:11:22
Interessante reflexão... Vale a pena conferir!
Ana Carolina em 18/11/2012 21:57:45
"De fato, esse retorno é imprescindível! E como pode ser belo!"

Enviar comentário

voltar para CIRCULANDO

|||||image-wrap|b01 c05 bsd|b01 c05 bsd|c05 bsd b01e sbse|b01 c05 bsd||signup|content-inner||