A arte nos mostra

Publicado por FabioLSaad em 18/02/2012 às 11h16

Dos imperativos que buscamos, para alguns, a arte. Deparei-me com uma rara oportunidade, em solo nosso, de vislumbrar duas obras que me tocaram distintamente, sobretudo, me emocionaram profundamente: falo dos painéis Guerra e Paz de Portinari. Poderia pensar essas duas obras como antagonistas, claramente uma representa a esperança, a paz, a união, a vida; já a outra, os horrores da guerra, a desesperança, a própria morte. Antagonistas no sentido que a guerra deveria sucumbir à paz afastando os horrores de nossas vidas. Contudo, um não anda sem o Outro.

Sendo o artista um baluarte de seu tempo, representa em sua obra o "a posteriori", a destruição do homem. Essa é a importância da obra de Portinari, a tentativa "a priori" de evitar o que já sabemos. Onde estão as feras? Como lidar com nossos fantasmas sem precisar destruir o outro? A arte nos mostra que isso é possível na mão do pintor. Existem outras saídas, a própria psicanálise ocupa importante estatuto de tentar encontrar saídas criativas e possíveis para as feras que nos habitam. Para todos? Ah!!! Isso, nem o artista pode responder...

Comentários

Helga Alves em 19/02/2012 11:33:28
São lindos e tocantes msm!

Enviar comentário

voltar para CIRCULANDO

|||||image-wrap|b01 c05 bsd|b01 c05 bsd|c05 bsd b01e sbse|b01 c05 bsd||signup|content-inner||